Faculdade

Departamento

Ser Engenheiro do Ambiente da NOVA

 

Estudar Engenharia do Ambiente é a melhor coisa que podes fazer pelo nosso Planeta, ao mesmo tempo que contribuis para a qualidade de vida de milhões de pessoas. A Engenharia do Ambiente é uma das profissões mais importantes para o nosso futuro comum. Precisamos encontrar soluções inovadoras para implementar o desenvolvimento sustentável, assumido pelas Nações Unidas como objetivo central da Humanidade até 2030, e tirar um curso em Engenharia do Ambiente é o melhor ponto de partida.  

Os engenheiros do ambiente têm uma formação abrangente e diversa. Os problemas ambientais são complexos, e dinâmicos no tempo. Os engenheiros do ambiente aprendem ferramentas da engenharia [matemática, física, química e bioquímica]; como os sistemas naturais funcionam [ecologia, hidrologia, poluição do ar, da água e dos solos]; como os sistemas humanos operam [indústria, energia, mobilidade, técnicas de despoluição, economia circular]; e ferramentas para o desenvolvimento sustentável [economia do ambiente, risco ambiental, avaliação de impactos ambientais, restauro de ecossistemas e métodos sócio-ambientais]. Aprendem a resolver  problemas tão diversos como despoluir um rio, tratar águas residuais e resíduos, gerir a sustentabilidade numa empresa, até problemas globais como as alterações climáticas.       

Os engenheiros do ambiente são inovadores. Novos problemas ambientais estão a surgir: microplásticos, alterações climáticas, degradação dos ecossistemas e perda da biodiversidade, novos químicos na água, no ar e nos solos. O engenheiro do ambiente é treinado para abordar os problemas de forma integrada e inovadora, para evitar que novos problemas sejam criados. É um profissional único que propõe soluções para os problemas do ambiente nas suas múltiplas dimensões - ecológica, económica, social e tecnológica.

Os engenheiros do ambiente falam a linguagem da interdisciplinaridade. Resolver um problema ambiental implica o envolvimento de diversas formações. O engenheiro do ambiente é o profissional que consegue estabelecer uma linguagem comum entre profissionais de formações distintas, criar pontes para que a solução final seja sustentável, nas suas dimensões ambiental, económica e social.

Os engenheiros do ambiente são versáteis. As áreas de trabalho são diversas: gestão do ambiente nas empresas, estratégias de sustentabilidade nas organizações, redução e gestão de emissões nas indústrias, gestão de resíduos sólidos, avaliação e mitigação de impactes ambientais, abastecimento e tratamento de águas, tratamento de águas residuais, gestão da poluição do ar nas cidades, gestão da eficiência energética nos edifícios. Há diferentes opções de carreira para escolher, como a consultoria, engenharia em unidades industriais ou utilities, câmaras municipais, inspeção ambiental, organizações internacionais, multinacionais, entre outros.

Os engenheiros do ambiente têm uma empregabilidade elevada. Dos licenciados 1984-2017, em 2018 estavam 3% inscritos nos centros de emprego do IEFP; dos mestrados no mesmo período, estavam 4% (DGEEC, 2018). Um inquérito aos diplomados em Engenharia do Ambiente pela FCT NOVA (2017) mostrou que 94% dos diplomados estavam empregados; 92% encontrou emprego em menos de um ano após a graduação; 91% considera a formação boa ou adequada ao mercado de trabalho.

Os engenheiros do ambiente têm uma grande responsabilidade. Os seres humanos têm um profundo desejo de se sentirem úteis, de cooperar e ajudar os outros. Os engenheiros do ambiente têm grandes responsabilidades em mudar o mundo para melhor, sabendo que o que fazem tem um grande impacto em nossa sociedade e na vida do Planeta.

A Engenharia do Ambiente é a engenharia do século 21!